Hoje eu estava em uma de minhas aventuras pelas ruas do Rio de Janeiro quando me peguei pensando nas minhas estranhas manias. Fiquei pensando e, como eu não tinha nenhum assunto útil para o post de hoje, resolvi falar sobre elas. Aqui não tem nem a metade, claro. Mas foram as que eu me lembrei e também as que eu achei mais estranhas. Enjoy yourself :)
*Começando pela mais anormal, eu tenho a péssima mania de "verificar" toda hora se minha mochila está fechada. Eu fico puxando o zíper. E agora com Godo pendurado nela, eu tenho que ter a certeza de que ele não foi roubado, mesmo sabendo que é impossível puxarem um sapo que está preso por duas argolas sem eu perceber que estão levando meu grande amigo de pelúcia verde.
*Me trancar em casa, mesmo estando sozinha: não que seja a mais estranha, mas quando estou solitária em meu lar eu saio trancando as janelas e portas. Tipo, eu tranco a porta do banheiro. E a do quarto. Mas estou tentando mudar esse hábito, porque depois eu tenho medo de abrir a porta e dar de cara com um serial killer munido de uma faca de 60 centímetros e com roupas sujas de sangue. Nha, coisa normal de pensar para quem mora na violenta Cidade Maravilhosa.
*A mais preocupante: mesmo eu estando sozinha em casa, com as janelas do quarto trancadas e a porta fechada com chave, eu olho para ver se não tem ninguém atrás de mim. Sei lá, eu devo esperar encontrar um Gasparzinho me observando, enquanto flutua pelo meu quarto dizendo "Oi, quer ser meu amigo?"
*De uns anos para cá, eu estou falando sozinha. Naqueles dias de total solidão, onde todos estão fora com suas tarefas diárias eu falo comigo mesma. Bom, pelo menos não é com um amigo imaginário. É algo como eu estar fazendo o almoço e deixo queimar o arroz e então eu começo "ah, Ju... como você pôde deixar uma coisa assim acontecer? Não foi culpa minha, eu posso jurar! Me distraí lendo o jornal e aconteceu. Não me culpe, Monsieur Poirot". (ando lendo muitos livros da Agatha Christie. E essa fala foi a de hoje... hahaha... alguém me interna, por favor!)
* Outra mania que tenho é de separar os grãos de feijão que estam inteiros quando estou comendo. Se eles estiverem inteirinhos, eu os deixo no cantinho do prato para comer por último. Perco horas procurando feijões para o final da refeição o.O
* Quando saio de alguma loja onde comprei alguma coisa, eu abro minha carteira e vejo se nada caiu. Seria normal se logo depois de fechar a mochila, eu não fosse e abrisse de novo para ver se meu celular não caiu no chão. Se meu mp3 estiver na bolsa, ele também passa pela checagem antes de eu continuar andando.
* Quando chego em casa e estou sozinha eu faço uma inspeção policial. Com auxílio de uma lanterninha que carrego na bolsa, eu olho debaixo das camas, dentro dos banheiros, atrás das portas... tudo para ver se enquanto eu estava fora não entrou nenhum estuprador mundialmente procurado ou mesmo algum maníaco do pé para me atacar dentro da minha própria casa.
Beijos e ... "That's all"!


Olhando Pra Você
Drive

Perco tempo e faço coisas
que você parece nem notar
tantos planos e outra vez eu
vou embora sem saber o que falar

Talvez eu seja só um novo amigo
Talvez eu queira te levar comigo
Pra bem longe daqui
onde nem o céu seja o limite

Esperei o tempo
falar por mim
coisas que eu não sei dizer
olhando pra você

Sei que vejo você de um jeito
que ninguém consegue enxergar
tantos planos e outra vez
eu vou embora sem saber o que falar




Escrito por Julie �s 20:31:21



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Lembro até hoje da minha primeira aula de teatro.
Eu cheguei lá, toda tímida, morrendo de vergonha e sentei logo nos últimos bancos. Meu coração não batia, dava cambalhotas horríveis e eu sentia um frio enorme na barriga. Nem tinha motivo para isso, era só uma aula de teatro! Mas acho que só Jesus estava sabendo como eu estava nervosa naquela hora.
Então, a professora foi fazer a chamada. E eu que nem sabia que até no teatro se fazia isso, quase chorei de tanta vergonha na hora que ela chamou meu nome e se enrolou com meu sobrenome. Ok, todo mundo se enrola com ele... mas ali foi diferente, porque além de ela ter me mandado ir para o primeiro banco, todos os outros alunos viraram suas cabeças em minha direção e eu devo ter afundado na cadeira, roxa de tanta vergonha que eu estava sentindo.  Era tanta vergonha que me deu até vontade de vomitar. E cada momento era uma luta para que eu não saísse correndo e me trancasse em casa. Só que eu não podia correr para casa. Afinal, eu estava ali justamente para perder a vergonha! Não que adiantou muito, mas melhorou um pouquinho, cerca de quase uns 10%.
E para começar a aula, fizemos um círculo e sentamos no chão do palco. A professora leu um texto e cada um tinha que falar o que achava. Eu, morrendo de horror de falar, fiquei gaguejando. E todos me olharam com ares de riso.
E a hora não passava... Eu já estava em pânico, pensando em todas as desculpas que iria inventar para nunca mais voltar para aquele curso. Eu falaria que os outros eram mais velhos, que faziam um grupo mais inteligente etc e tal. Até que mandaram fazer duplas. E eu sobrei, claro. E, como todos os que sobram, eu tive o prazer de fazer dupla com a professora...
Tinhamos que imitar bichos, pular pelo palco, engatinhar e tudo mais. Eu, toda torta, fui imitar um macaco. Porque macaco é só pular, balançar os braços e fazer "uh uh hahaha". Só que foi nesse momento que deu o "tchan" da situação. Eu me senti livre para poder expressar o que eu queria. Esqueci da vergonha. Esqueci que todos me olhavam. Era como um transe. E naquele momento era só eu e o palco...

O por que desse post?
Ontem passei pelo teatro. Ele estava fechado faz um tempo e reabriu ano passado quando o governo assumiu. E ao passar por lá, vi que o curso de teatro vai reabrir... Não preciso falar que vou fazer. E dessa vez vou levar a sério...
Beijos e até a próxima!


Because I'm a Girl
Kiss

I just can't understand the ways, of all the men and their mistakes
You give them all your heart, and then they rip it all away
You told me how much you loved me and how our love was meant to be
And I believed in you, I thought that you would set me free

You should've just told me the truth
That I wasn't the girl for you
Still I didn't have a clue
So my heart depended on You
Whoah

Although I'll say 'I hate you' now
Although I'll shout and curse you out
I'll always have love for you
Because I am a girl

Been told a man will leave you cold, get sick of you and bored
I know that it's no lie, I gave my all still i just cry.
Never again will I be fooled, to give my all when nothing's true
I won't be played again, but I will fall in love again

You should've just told me the truth
That I wasn't the girl for you
Still I didn't have a clue
So my heart depended on You

Although I'll say 'I hate you' now
Although I'll shout and curse you out
I'll always have love for you
Because I am a girl

I loved you so, now you leave me in the cold
How could this be, I thought that you'd only loves me
Into the night, I will pray that you're alright
You hurt me so, I just can't let you go

You took advantage of my willingness to do anything for love
Now I'm the only one in pain will you please take it all away

Never thought born being a girl
How I can love you and be burned
And now I will build a wall, to never get torn again

Although I'll say 'I hate you' now
Although I'll shout and curse you out
I'll always have love for you
Because I am a girl




Escrito por Julie �s 22:09:50



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]




Vivendo no país do futebol


Brasil. Visto para muitos como o paraíso.
Em 2006 uma pesquisa mostrou que 14 milhões de pessoas passam fome e 72 milhões vivem com insegurança alimentar na nossa Pátria Mãe Gentil. Segundo o site riobodycount.com.br, em menos de dois meses foram quase 500 mortes por causa da violência só no Rio de Janeiro. Desemprego, a situação na saúde pública, falta de professores nas escolas, inflação, crianças que batem nas nossas janelas do carro pedindo um dinheiro enquanto estamos no sinal (e com medo de ser assaltados), mulheres com seus filhos que ficam tocando nossas campainhas diariamente pedindo um pedaço de pão e leite para poder alimentar suas crianças e um "presidente" que é burro semi-analfabeto.
E o povo brasileiro, o cidadão que deveria lutar para um futuro melhor para nossos filhos e netos estão fazendo o que? Torcendo pelo milésimo gol do Romário. ¬¬'
Os jornais mantêm uma contagem regresiva a cada jogo. Cartoons ilustrando as primeiras páginas dos jornais cariocas. Fotos de Romário com os braços abertos, com a bola nos pés, com isso e com aquilo. O povo reverenciando um jogador de futebol. Se ele foi/é bom não importa. O que me dá raiva e toda essa palhaçada em volta do fato de que ele vá ou não fazer 1000 gols no próximo jogo.
Eu sempre digo que nasci no país errado. E cada caso que me revolta afirma isso. Por que as pessoas gostam de gastar dinheiro para ir assistir a um jogo de futebol e encher o cofre dos clubes e depois quando passam por alguma criança que pede um dinheiro diz que não tem nada? Por que milhares e milhares vão aos estágios ver alguns homens correndo atrás de uma bola, ficar pulando sem blusa entre outros homens suados, beber cerveja e xingar ao juíz, enquanto nas manifestações que ocorrem para um pedido de paz vemos apenas trinta pessoas? Por que vivemos em um país onde ninguém liga para o futuro? E que continuam poluindo os rios, jogando lixo nas ruas e cortando as nossas árvores sem motivo?
Sei que sou chata e bato sempre nessa tecla, mas eu queria entender o porque do homem não se importar com essas questões e se ocupam com coisas menores. Não que eu ache que ninguém deveria ligar para o futebol. Afinal, não sou idiota de falar uma coisa dessas. Toda criança deveria fazer um esporte que goste e tudo mais. Mas o que quero dizer é que o nosso mundo gira em torno disso. Brigas por causa de times, mortes, esse fanatismo que vemos são coisas que influenciam para o caos da nossa população. Isso todo mundo sabe, mas ninguém faz nada para mudar essa atual situação... O fim esta próximo e ninguém liga.
Também não é errado ir assistir um jogo. Eu sempre vou em jogos de vôlei e pretendo ir em vários do Pan. Mas por que não seguir o exemplo europeu onde os torcedores assistem a tudo sentados, comportados e vestidos? Ah... bah... eu me irrito tanto e acabo que me empolgo e saio do assunto do texto...
Eu só queria viver em um país onde nem todos os veículos de comunicação estivessem falando dos gols de Romário... Onde as redes de televisão e os jornais tentassem de alguma forma fazer que os cidadãos se conscientizem que estamos levando o planeta para o fim e que então começassem a fazer as mudanças para que isso não acontecesse... só isso que eu queria... ver o Brasil crescer...
Beijos e até terça.

Dia 26 de março:
[edit 1] Nos telejornais de hoje não se falou em outra coisa sem ser nesse gol. E quando foram reprisar pela décima vez o gol que Romário fez ontem, a apresentadora soltou essa frase: "fiquem agora com a imagem histórica do gol 999 do baixinho". Tá legal, então... Palhaçada e idiotice!
[edit 2] Acabei de enviar esse post para a sessão de "Cartas dos Leitores" do jornal O Globo. Se eu der sorte - o que com certeza não irá acontecer por motivos de "post grande" -  amanhã a cidade inteira irá ler o que eu escrevi...




Escrito por Julie �s 20:12:30



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Um dia de aula (MSB-Campo Grande-Rio de Janeiro-RJ-Brasil-América do Sul-Terra)
E lá vamos nós com mais um dia de aula. Pensando, claro, que é o melhor dia da semana. O dia que saímos cedo e que não temos que nos preocupar com aulas do dia seguinte. Quinta-Feira era para ser o dia mais amado da semana para os estudantes do 5º período do curso de Fisioterapia noturno da MSB. Era. E vocês saberam o porque do passado no post de hoje, escrito entre às 18:30 e 20:20.

----------------------------------||---------------------------------

18:30 - É tão sem graça chegar na sala de aula e não ter ninguém! Ninguém para conversar enquanto o professor não chega, ninguém para tossir. ninguém para te mandar parar de cantar. A culpa é minha, claro, e da minha obsessão com o fato de nunca chegar atrasada nos lugares. E por isso eu saio de casa extremamente cedo, e chego na faculdade meia hora antes do início da aula. Todos os dias. Mas sempre tem alguém, e hoje está tudo vazio... talvez seja porque esta chovendo muito e ninguém se importa em perder dois tempos de uma aula estranha, onde nada se copia... só se observa... enfim... Peguei meu livro na bolsa. "Morte na Praia", da Agatha Christie. Estou desconfiada do assassino, mas nunca é o que eu acho...
19:02 - O professor acaba de entrar na sala com seu saco enorme de órteses. A primeira é uma muito feia. Órtese de Dennis Brown, que serve para manter os pés alinhados e é indicado para crianças pequenas com luxação congênita do quadril. O ruim dessa aula é que ele fica fazendo perguntas. Se as órteses são kafos ou afos. Se são isso ou aquilo. E isso me irrita. Acabei de tirar rapidamente minha órtese do punho porque eu vi que ele me olhou de forma estranha e tudo o que eu menos quero agora e ser chamada para a frente da turma e mostrar como a minha dor da tendinite fica mais aliviada com o uso dela.
19:25 - Não acredito que ainda nem se passou o primeiro tempo. Ele ficou com a tal de Dennis Brown até agora e tem gente com dúvida ainda. Agora ele pegou um kafo que serve também para a tal luxação do quadril. Ótimo. Quando mais órteses ele passar, mas rápido a aula parece que vai fluindo... É a distração.
19:35 - Ainda estão com dúvidas da primeira maldita órtese! Gente, não é tão difícil assim! Não é possível. Já começo a mostrar minha impaciência pegando o celular toda hora para ver quanto tempo falta para eu chegar em casa. Godolfredo já ganhou parcialmente minha atenção e eu estava até agora mexendo nas suas perninhas tortas e nos seus braços defeituosos. Ah... Godo é meu sapo de pelúcia.
19:55 - UMA AMEBA GIGANTE CHEGOU ATRASADA! Chegou na metade do segundo tempo e pediu explicação sobre o que? Sobre a PORRRCARIA DA DENNIS BROWN! A aula estava fluindo! Eu mereço!?
20:03 - Uma maca acaba de entrar e o professor foi fazer umas demonstrações de como soltar as articulações do tornozelo e do joelho. Hum... Não querendo ser chata, mas essas técnicas que ele mostra agora são as mesmas que TODOS estudaram em Cinesioterapia. Pra que, meus Deus!? Pra que eles falam que não sabem se todos sabem que sabemos? ARGH DE TURMA DO CAPETA!
20:07 - Faltam 13 minutos com a graça do Senhor.
20:14 - Pra que ele pegou outra órtese? Será que ele não percebeu que a aula está quase no fim, que todos já começam a arrumar as coisas? Pra que essa tortura comigo? Aff... É pessoal, só pode.
20:20 - O sinal bateu. E ele ainda fala da DENNIS-BROWN. Desisto... estou guardando tudo e indo embora. A lista de presença acabou de passar por aqui. Que aula chata, meu Deus! Que turma que ninguém merece! Com a benção divina só segunda nesse poço de puxa-saco dos professores.

----------------------------------||---------------------------------

Post chato, mas estou sem criatividade hoje... hahaha...
Beijinhos, beijinhos. Tchau Tchau!




Escrito por Julie �s 22:32:31



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Quando se tem a (in)felicidade de estudar no mesmo local de trabalho de um dos seus pais, talvez você perca muito tempo fazendo coisas extremamentes sem sentido. E eu fiz isso ontem. Como eu ontem estava meio doida e fui dormir na casa da minha vó, não peguei minha carona com amigos e esperei meu pai para que ele me levasse. E nos quase trinta minutos que eu fiquei no estacionamento na espera, vi metade dos alunos indo embora. E eu, como não reparo em nada, tive a ideia desse post. Sobre o que ele vai falar? Hum... hehe... sobre as roupas dos(as) alunos(as) do  CUMSB. (A que ponto cheguei...)
Para começar, vamos com as alunas de Direito: Onde elas pensam que estão? Não que sejam todas, mas a maioria vai para a faculdade como se estivesse indo para o casamento do príncipe William. Aqueles vestidos pretos até abaixo do joelho, com saltos agulhas de muitos centímetros e brilhos. Muitos brilhos. Ou então vestidos vermelhos com laços. Ou, pior, aqueles terninhos (no Rio de Janeiro, no verão) com sapatos barulhentos e aquelas bolsas caras. Tudo com salto agulha vinte centímetros. Os homens de Direito não erram tanto, tirando talvez o fato de eles irem de terno e gravata, todos arrumados e chiques... e com mochila nas costas. Mas tudo certo... Pelo menos são todos tão bonitos que esquecemos disso.
História: Hippies. Todos eles. Não generalizando, claro. Mas ou eles são, ou se vestem de. Os homens com aquelas batinhas estilo sei lá quem da novela que acabou, com calças largas e All Star. As mulheres com vestidos até o pé, sandálias rasteiras, brincos grandes e cordões idem. Sem esquecer que usam aquelas bolsas estilo "carteiro" e que, geralmente, são fumantes.
Física: Não há mulheres. E é sério. Pelo menos não na turma que eu já passei distraidamente pela frente da sala, mas são homens! Todos. E são os mais malucos da faculdade. Calça lááá no joelho, com blusas de bandas. Todos usam óculos e vivem com livros na mão. Dizem pelos corredores que falam sozinhos, mas ai não sei... eles estudam no último andar do prédio... isolados... são estranhos.
Administração: Se você quer achar os mais mauricinhos e patricinhas da faculdade, é só ir para o prédio do curso de administração. Todos arrumadinhos, todos cheirosos, todos com carro no estacionamento dos alunos e sempre pelos pátios matando alguma aula. Dificilmente fumam, mas sempre no bar.
Fisioterapia: Ah... mesmo sendo meu curso, não tem como deixar de falar. Não na minha turma, porque acho que já até me acostumei com as roupas e tudo mais... mas a turma de primeiro e terceiro período são as que me irritam. Os novatos estão sempre de branco, de jaleco pela faculdade e também sempre falando sobre anatomia. Os de terceiro, estão sempre de blusa branca e calças normais. Mas as mulheres... nã nã nã... vão todas "se querendo", sem sutiãs e com a barriga de fora. E estão sempre falando de Biomecânica. Agora deram para fumar nos corredores... péssimo exemplo para profissionais da área saúde.
Letras: CDF's. Sempre de óculos e com livros. Geralmente alternam um estilo hippie com um estilo... sei lá qual. Mas são os mais sérios e concentrados. A sala deles sempre está em silêncio, com todos os alunos olhando para os professores. Estraga eles falarem em inglês pelos corredores, mas... quem vai os culpar?
Educação Física: Homens: Tênis, bermuda e camiseta "mamãe tô forte". Mulheres: tênis, calça de lycra e camisa de malha ou camiseta. Sempre. Todos eles. Diariamente. Muitos ficam pulando pelos corredores como macacos, mas a maioria até que é calma. São os que, claro, sempre querem promover chopadas e os que sempre tem uma semana inteira de eventos com danças etc. Rapazes fortes, mas nem sempre inteligentes e nem bonitos.
Bem... Só esses que eu posso falar agora... Claro que não é um regra e não são todos os alunos assim... mas acho que quem faz faculdade onde esses cursos são ministrados, pode encontrar alguma semelhança. Eu queria falar sobre alunos de todos os cursos da MSB, mas são vinte! E eu nem ando tanto para saber de tudo.
**Edit: Linkei todos os blogs que comentaram aqui no mês de março.

 
Doce Paixão
Babado Novo

Toda vez que eu te vejo,
O meu coração dispara
Perco a fala quando você está perto
Se você me pede um beijo
Fico louca de desejo
Eu viajo ao paraíso
Vou de carona na luz dos seus olhos
Te quero tanto, a verdade é que

Toda vez que eu te vejo,
O meu coração dispara
Perco a fala quando você está perto
Se você me pede um beijo
Fico louca de desejo
E viajo ao paraíso
Vou de carona na luz dos seus olhos
Te quero tanto, a verdade é que
Seu amor é a minha cura
É doce paixão
Ninguém segura




Escrito por Julie �s 22:00:10



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Sete anos...
Eu ainda lembro do dia em que minha tia chegou falando que estava grávida. Depois de quando ela disse que seria uma menina... E então a escolha do nome... E depois o nascimento... ainda lembro quando cheguei no hospital e a vi toda vermelha xD. E hoje ela fez inacreditáveis sete anos...
Cada momento que eu passo perto da minha prima é um motivo de felicidade para que eu fique alegre o resto da semana. Cada sorriso que consigo arrancar, cada cumplicidade, cada carinho... Todos são motivos para que eu esqueça dos meus inumeros problemas e que siga em frente feliz e tão radiante...
A pequena festa que fizemos não teve nada de especial, devido a recente perda que sofremos na nossa família. Mas acho que me diverti o suficiente para esquecer tudo de ruim que tem me acontecido nessa semana. Meus primos são lindos, perfeitos e são a razão da minha existência. Ri muito, cantei músicas toscas de RBD e da Xuxa. Ensaiei passos discretos de dança. Brinquei de casinha u.u. Ensinei lições de inglês. Pulei na chuva. Ri. Cantei. Corri. Ri. Comi xD. Ri. E ri novamente.
E assim eu só consigo ser feliz. Muito feliz... feliz de forma simples e pura.
Altos do dia: O bolo de chocolate maravilhoso da minha vó; meu primo me batendo (não que seja bom ele me bater, é que ele fica muito lindinho nervoso); minha prima feliz me dando o primeiro pedaço do bolo; as perguntas bestas da minha mãe; eu ouvindo os vários cds da Xuxa da minha prima e depois cantar Ilarie com meu primo; eu dando aula de inglês para uma mini pessoa de sete anos. xD
Baixos do dia: Ver minha tia, meu tio e a vizinha deles perderem exatos trinta - trinta - minutos discutindo sobre o Big Brother e depois ver toda - toda - família correr para a sala para não perder esse programinha besta. Até a música da festa pararam. E ficou minha prima e eu brincando de com quem fulano vai casar. Pelo menos eu vou casar com um loiro e que minha irmã vai casar com um careca. Isso devia estar nos altos, não nos baixos... Bah... falta de criatividede é *oda!
Beijos e até segunda!


Trem Fantasma
Xuxa

Tenho uma história pra contar
Que é de arrepiar
Quando eu entrei naquela coisa
Fez meu sangue gelar
Na primeira curva de machado na mão
Vi uma caveira e muitos ossos espalhados no chão
Fui seguindo em frente e um vampiro sentou perto de mim
Tinha um bafo quente em meu pescoço
Era mesmo o meu fim
Nas asas de um morcego me agarrei e voei
Um cavaleiro negro me pegou, me levou, me salvei
De tanto medo eu gritei

Ai que terror, ai que horror, ai que pavor
O trem fantasma arrepiou

Quando eu pulei pra liberdade estava em outro vagão
Mas levei um susto, um lobisomem me pegou pela mão
Quando eu fui tentar de uma mordida fugir
Despenquei no abismo sem parar então pensei que morri
Fui cair no colo de um fantasma, eu já estava no além
Num grito de terror pedi socorro e não havia ninguém
Mas a velocidade de repente aumentou
A luz se acendeu e que alívio a viagem acabou
E o trem fantasma então parou

Ai que terror, ai que horror, ai que pavor
O trem fantasma arrepiou




Escrito por Julie �s 22:44:35



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Nossa... Tem dias que eu não conto aqui como tem sido os meus dias. Apesar de saber, lógico, que meus dias não tem graça e os textos que tem feito sucesso são outros... falando do passado, de sonhos e de n assuntos. Mas como eu prometi a mim mesma que iria fazer o possível para publicar algo de dois em dois dias, então hoje eu vou falar somente sobre o meu dia. - Uh.. quanta alegria \o/
Na verdade, não tenho o que falar. Minha vida anda sem emoção ultimamente.
Sabe, é aquela mesma coisinha de sempre... Ir para a faculdade, não copiar nada por causa da minha tendinite, depois ir para a fila da xerox ficar lá mofando e quando chegar em casa, voar para ver se tenho algum recado no Orkut. Tem sido assim há... hum... muito, muito tempo... ¬¬'  Bah, que maldito tédio...
E eu fico aqui e ali... fazendo o possível para não ver minha vida sendo levada embora pelo vento e não consigo. E não sei o porque, mas talvez deva ser por causa do anti-inflamatório que estou tomando por causa da minha inflamação dos tendões, essa semana eu simplesmente não vi passar. Ontem foi segunda e amanhã já é sexta e eu nem sei o que aconteceu. Passei a semana inteira dormindo. Sim, dormindo! O remédio me dá muito sono e se na semana passada eu acordava as nove, hoje eu acordei quase meio-dia e só porque o ex-namorado da minha irmã ligou pedindo que eu entrasse no msn para falar com ele. Ontem acordei uma hora. E ainda estou dormindo de tarde. E ainda estou dormindo antes de meia-noite. Conclui-se assim que eu passei a semana inteira, dormindo mais de que 50% dos meus dias. Então, acho que ninguém pode me apontar na rua e me culpar por estar fazendo um post tão sem graça e tão sem sentido como este.
E por mais azar que possa parecer, semana passada minha tv deu tilte. E como meu pai é pão-duro uma pessoa que gosta de ajudar a família, mandou a minha companheira de madrugada para meu tio consertar. Ótimo, se meu tio não fosse viajar a trabalho e voltar só na próxima semana! Três semanas sem televisão no meu quarto! Não que ela me faça falta, mas eu gosto de assistir os CSIs da Record e os filmes da madrugada da Globo. Semana passada foi o "ó" ter que ir para a sala, sozinha, nas horas mais sombrias para assistir LOST. Amanhã, por exemplo, vai passar um filme que eu já vi mas não lembro se gostei. E eu queria ver. Queria mesmo. Mas COMO fazer isso se ele vai passar às 3:20 da manhã? COMO ver os treinos de Fórmula 1 na sala, ouvindo os mais tenebrosos ruídos e vendo baratas inexistêntes por todos os lados? Mas... bah... para que vocês querem ler sobre isso, né?... Eu estou sem criatividade. Não consegui pensar em nada para escrever de útil, então saiu esse monte de bosta... E... hum... é melhor eu ir.
Beijo e até a próxima com algo bem melhor para todos.


Come Back To Me

Vanessa Hudgens

Everyday, I try to play, another game
But my heart can’t take it.
I try to find, another boy,
But all the while, I can’t face it.
Why do I miss you so much?
I wanna stop this hurt inside
Oh baby please, give us one more try

I see you out with all your friends
Laughin’ it up as you pretend
To have a good time, (good time)
I know cause I'm living the same lie (same lie)
So one of us has got to say
We can't keep living this same way
So I’ll be the one
Yeah I’ll say it, I’ll say it, I’ll say it, I’ll say it again

(Baby Come Back)
Baby Come back to me
In my heart I still believe
We were meant to be…
Together so whatever it takes (Baby Come Back)
Baby come back to me
I should have never set you free
My baby
Come back (Baby Come Back)

I wanna call, but then I stall,
Cause after all, I just couldn’t take it
Cause if your play was to push me away
You know that day, my heart you’d break it (Baby Come Back)
I know we made a mistake, (I do)
Can’t you stop your foolish pride (Oh no)
And come back to me
Let’s try, Let’s try, Let’s try, Let’s try it again

Baby Come back to me (Come Back)
In my heart I still believe
We were meant to be…
Together so whatever it takes (Baby Come Back)
Baby come back to me
I should have never set you free
My baby
Come back (Baby Come Back)

[Bridge:]
You know you miss your baby V
And I can see that you think about me
So why do you act like you don’t care
Like all this love between us isn’t there
I know that you're upset
I know I did you wrong
I know you want me to pay for all the pain I’ve caused
But in the end it all comes down to just one thing,
It’s you and me
So I sing

Baby Come Back!

Baby Come back to me
In my heart I still believe
We were meant to be…
Together so whatever it takes (Baby V!)
Baby come back to me (Come Back)
I should have never set you free
My baby
Come back




Escrito por Julie �s 22:43:18



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Quase 20 anos de existência e nunca, nunca eu tive problemas com o fato de estar sempre ligeiramente acima do peso. Mas um dia, eu ia me desesperar e ficar envergonhada com isso. E o dia, infelizmente chegou. Tarde. Mas chegou.
Acho que agora que me dei conta de que meu corpo é feio e que me envergonho. Nunca eu tinha tido a oportunidade de sentir isso, até porque apesar de morar no Rio eu nunca vou em praias nem em piscinas etc. Como também nunca tive problemas em arrumar namorado eu nunca me preocupei com a barrigona. E agora a coisa ferrou. Chegou mesmo no limite da situação. No limite!
Abriu na minha faculdade dois cursos que eu estou louca para fazer: Massoterapia e Drenagem Linfática. Louca mesmo. Mas quem me faz ter coragem de fazer esse curso, sabendo que vou ter que ficar semi-nua para as aulas práticas, na frente de mulheres saradas e com corpos perfeitos mesmo depois de terem tido filhos? Eu não tenho a capacidade física e nem mental para fazer esse curso sem perder algumas dezenas de quilos. Sério... chego a estar meio deprimida.
Nunca me senti a vontade com certas coisas. Apesar de achar o cúmulo do cúmulo, eu neste momento gostaria de ser como aquelas obesas mórbidas que colocam um short curto, camiseta com a banha caindo sem ligar para que os outros vão falar. Queria mesmo! Tipo, fazer meus cursos, ganhar um dinheiro com isso... Mas não posso! E isso vai matar a alegria que eu tinha de viver! Vai...
Todos os dias temos a mídia mostrando corpos perfeitos e todos querem seguir aquele padrão. Quando Preta Gil surgiu como rainha da bateria da Mangueira, a minha escola querida foi elogiada pelo fato de ter colocado alguém sem ter os padrões de beleza em um posto tão importante do carnaval. Mas... bah... eu esqueci o que eu queria falar quando comecei esse paragrafo... =/
O fato é que, pela primeira vez, meus quilos a mais vão me impedir de fazer algo que eu quero. Amanhã vou marcar minha nutricionista. Amanhã vou procurar uma academia. Amanhã vou comprar coisas light/diet e vou passar a fazer parte do grupo do desespero para emagrecer. E me sinto arrasada... esgotada... acabada... Isso não podia acontecer em um momento tão infeliz como esse...
Até a próxima!


Only You
The Platters

Only you, can make this world seem right
Only you, can make the darkness bright
Only you, and you alone, can thrill me like you do
And fill my heart with love for only you

Only you, can make this change in me
For it's true, you are my destiny
When you hold my hand, I understand
the magic that you do
You're my dream come true
my one and only you

Only you, can make this change in me
For it's true, you are my destiny
When you hold my hand, I understand
the magic that you do
You're my dream come true
my one and only you

One and only you....




Escrito por Julie �s 20:58:06



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Quando eu era criança eu era semanalmente obrigada a ir na Igreja.
Meus pais me falaram que se eu não fizesse comunhão, eu não poderia casar. E então durante quatro longos anos eu fui toda semana assistir uma pessoa falar sobre coisas da bíblia e depois eu tinha que assistir a missa em um dos primeiros bancos. Isso quando eu não tinha que ler alguma das leituras no altar, com o padre atrás de mim e uma multidão de fiéis na frente.
Eu ia chorando para a catequese. Tudo que eu queria era ficar domingo tranqüila, e eu tinha que levantar cedo para rezar e ler sobre a palavra de Deus. Ok.
Então, fiz a comunhão e depois nunca mais voltei para a Igreja.
Logo no início da minha adolescência, eu tive aquela fase rebelde etc e tal. E tudo justamente quando a Wicca começava a surgir e virar moda entre os jovens. E eu, claro, fui para o meio da turma. Comecei a me vestir de preto, com um pentagrama no pescoço, ascendia velas e incensos pelo quarto e ficava abraçando árvores pelas ruas. Todo mundo me via como adoradora do Demo e tudo mais. Uma velhinha que vende balas até hoje perto da minha casa se benzia toda vez que eu passava e dizia em voz alta: "Sai Demônio! Sai desse corpo! Jesus abençoe". E eu, toda rebelde me achando a última espécie de uma em extinção, ia pelas ruas lamentando o fato de existir (juntei a fase Wicca com a fase Rock-depressiva).
Foi o pior período da minha vida. Aquela bem do fundo do poço. Eu era a bruxa da escola, ficava pelos cantos com outros rockeiros malucos, saía da aula e ia para o cemitério ficar andando e fumando. E eu só tinha 15 anos. Minha mente tinha sido manipulada. O fim foi mesmo quando uma noite tentei me matar. Cheguei a desmaiar por um pequeno tempo e talvez devo ter visto a luz se aproximar.
E então Deus voltou para minha vida.
Não que eu seja hoje em dia uma fanática religiosa que considera a mudança a grande vitória de Jesus no mundo e que vá na televisão naqueles programas de madrugada da Record/Band ficar falando que a fé no amor de Cristo me curou.
A única coisa foi que passei a respeitar Deus. Ir na missa duas vezes por ano, me confessar perto do Natal, ajudar em obras sociais da Igreja. Passei com isso a entender o amor que tenho recebido dos meus amigos e familiares e ainda hoje me sinto mal por tudo que fiz meus pais sofrerem nessa época. Se antes eu não chorava por nada além do fato de estar viva, hoje sou uma manteiga derretida. Se antes nada me importava, hoje me importo e demais com coisas que não mereciam tanta preocupação. Se antes eu ficava sentada olhando para as árvores e agradecendo a Deusa por tudo, hoje eu planto as árvores e peço para Deus não destruir nosso planeta. E assim por diante... sem muitos detalhes.
Eu não sei o porque desse texto... na verdade, na minha agenda (sim, isso mesmo) eu tinha programado um post sobre Deus hoje. Um que eu tinha escrito semana passada após a morte da minha tia. Mas ao sentar aqui agora isso tudo me veio na cabeça... e senti essa necessidade de escrever e compartilhar com todos que eu fui assim. E não me orgulho de praticamente nada que fiz.
Beijos e até a próxima.


Palpite
Vanessa Rangel

To com saudade de você
Debaixo do meu cobertor
De te arrancar suspiros
Fazer amor.
To com saudade de você
Na varanda em noite quente
E do arrepio frio que dá na gente
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo

Eu sinto a falta de você
Me sinto só

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

To com saudade de você
Do nosso banho de chuva,
Do calor na minha pele
Da língua tua.
To com saudade de você
Censurando o meu vestido,
As juras de amor ao pé do ouvido,
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo.

Eu sinto a falta de você,
Me sinto só

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta,
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.




Escrito por Julie �s 22:30:45



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


O problema de estar solteira é que, de repente, todas as suas amigas casadas/noivas/namorando querem te arrumar um encontro. Todas. Mesmo.
É tipo, uma hora você está na sala de aula decidida que vai prestar atenção na aula e copiar cada tosse, cada espirro ou fungada do professor. Cinco minutos depois, você esta no bar tomando uma cerveja com um desconhecido que sua amiga disse que queria te conhecer. É horrível. É vergonhoso. Mas é a verdade. In ou felizmente.
Atualmente tenho apenas quatro - quatro - amigas solteiras. Uma estudante de psicologia que diz que a vida é para ser curtida antes dos 25; uma que ama um cara que mora a uma viagem de avião daqui; uma que decidiu ser livre, sai com um cara diferente de quinze em quinze dias e o dispensa depois de passarem a noite juntos; e, pobre pessoa, uma que esta beirando os 40 e diz que esperou toda a vida para conhecer o príncipe encantado. Conclusão: chegou aos quase 40 sem marido, sem filhos e - o pior de todos os castigos que uma pessoa pode receber - virgem. E conhecendo ela com eu conheço, infelizmente podemos concluir que isso é verdade. (um minuto de silêncio em sua homenagem)
Então, eu que nem cheguei aos 20 tenho várias amigas malucas que querem que eu arrume um homem. E o pior de tudo é que eu entro no jogo e simplesmente vou conhecer homens. A primeira vez que fiz isso foi em um dia que fui para a faculdade. Minha amiga disse que tinha um surpresa, o namorado dela apareceu dizendo que ia me levar para casa e do nada eu estava em uma praça colada pela boca com um desconhecido. Totalmente desconhecido, para ser franca. Só soube seu nome e sua idade, e ele o mesmo de mim. E então trocamos saliva pelo o que me pareceu muito tempo e depois fui para casa assistir tv e ficar na internet. Nem telefone ele anotou. Sem problemas, porque ele não passou na prova do beijo. Ok.
Ser mandada do nada para um encontro as escuras por suas amigas com amigos dos amigos, geralmente alguém com mais de 22 anos, que fuma muito, bebe para aparecer e que mora com os pais e que não trabalha ou estuda. E o único que era o oposto de tudo acima foi o mesmo que beija mal e que não pediu telefone e que hoje entra quase que toda a semana no meu Orkut e que quando me vê na rua vira para o lado e finge que não viu. Talvez seja castigo para mim. Eu creio nisso.
Será que é difícil meus amigos perceberem que não estou interessada em conhecer ninguém? É difícil entenderem que eu posso conhecer alguém sozinha?
É que eu cansei de do nada aparecer alguém na minha frente com um cara e dizer "Ju, esse é fulano" e que depois de nos apresentar diz "vou ali e já volto". Sério, eu cansei. E então ficamos os dois nos olhando com cara de idiota e eu me perguntando como vou matar meu amigo. Se será uma morte rápida com um tiro no meio da testa, ou uma morte lenta tipo ir desmembrando todo o seu corpo e arranhando seu peito com minhas unhas. Talvez eu queime certas partes, talvez eu arranque seus cabelos. *Respira... um... dois... três... aff..." Então eu começo uma conversa amigável e depois de um tempo lá estou de boca colada. E os amigos aplaudindo ao fundo. Será que esta escrito na minha testa que estou necessitada ou algo tristemente igual? Será? Será? SERÁ?
Humpfs!!
Não é possível que eu esteja passando por isso. Só se passou um pouquinho mais de um mês que eu terminei meu namoro e tudo que eu queria era ficar sozinha, sem ninguém me ligando, sem ninguém me deixando scraps carinhosos no Orkut, sem ninguém mandando carinhas sorridentes no MSN.
Só isso... e por incrível que seja, eu não tenho esse momento de paz.


Encontrar Alguém
Jota Quest

Encontrar alguém
Encontrar alguém
Encontrar alguém, que me dê amor

Encontrar alguém
Encontrar alguém
Encontrar alguém, que me dê amor

Da esquina eu vi o brilho dos teu olhos
Tua vontade de morrer de rir
Teus cabelos tentaram esconder
Mas vi tua boca feliz
Tua alma leve como as fadas
Que bailavam no teu peito
Tua pele clara como a paz
Que existe sim em todo sonho bom

Quis matar os seus desejos
Ver a cor dos teus segredos
E contar pra todo mundo
Do beijo que eu nunca esqueci




Escrito por Julie �s 21:45:46



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]


Eu estava viajando com um grupo de amigos e, vejam só, meu namorado.
Alugamos um apartamento, mas ninguém sabia exatamente onde era. Então, achamos um prédio chamado "Mauá" e achamos que era ali. Entramos, invadimos um apartamento e ficamos felizes de termos alugado um lugar tão bom. Mas, tinhamos entrado no local errado. Ao nos dar conta do erro, saimos correndo com medo de que a polícia aparecesse e levasse todo mundo preso. Na verdade, o prédio que procurávamos era o "São Mauá". E chegamos no lugar certo.
O problema é que eramos muitos para um apartamento pequeno. Mas estávamos extremamente felizes. E era só isso que importava para nós.
A gente tinha algumas camas e vários sofás. Para o conforto feminino, os homens decidiram dormir no sofá sentados, enquanto as mulheres dormiam na cama. Passei uma noite horrorosa, vendo o amor da minha vida tentando dormir sentado entre vários homens. E de repente, o dia nasceu. De repente mesmo. Acho que nem dormi. Fui logo fazer uma massagem nas pernas doloridas do F. e eu disse que na próxima noite dormiríamos juntos em um lençol no chão. Ele disse que eu sentiria dores nas costas, e eu disse que prefiria isso a passar mais uma noite longe dele.
Não lembro o que fizemos, mas quando deu a noite nós estávamos abrindo nosso lençol no chão e dormimos ali, abraçados no meio de um mundo de gente. E extremamente felizes. Pareciamos recém casados ou algo assim. Era perfeito demais para ser verdade. Era fantástico estar ali com ele.
No outro dia, não sei o que aconteceu, só que voltamos ao primeiro prédio e fomos pegos pelo exército oO. Tivemos que explicar o que fazíamos ali e só então me dei conta que meu amor tinha fugido com medo que os militares o levassem porque ele não era reservista. Vai entender o que se passava.
Depois de resolver o caso dos militares, andando pelas ruas deparamos com um barzinho. Cheguei com uma amiga e a gente cantava "Eu sei". Estavamos cansados, felizes e sem dinheiro. Alguém tirou um Mastercard do bolso e pagou para todo mundo. E fui informada que F. estava no apartamento. Peguei dois salgados, duas latinhas de cerveja e fui encontrar meu amor, sentado no chão vendo o tempo passar. Sentei ao seu lado, tomamos nossas cervejas, comemos e depois ficamos nos olhando... Entre o misto de prazer e medo de sermos pegos, fizemos amor no chão e prometemos nos amar eternamente, que sempre estáriamos juntos... acontecesse o que fosse, queriamos sempre estar juntos.
Então, o sol bateu no meu rosto e eu acordei.
Foi um sonho bom... tão real que eu poderia jurar que realmente aconteceu. Um amor antigo que voltou com a volta das aulas. Um olhar que ainda não recebi direito, um perfume que ainda não senti. Queria que tudo fosse real... queria não acordar do sonho tão cedo e ficar muito tempo com ele em meus braços.


Matriz
Ramirez

Sei que vão dizer
Que não adianta olhar
Pois acabou de passar dos 16
Mas olha só...
O jeito dela dançar, seu tênis preto All Star

Sem nem ligar, se vão notar
Sorri e fecha os olhos
Sabe que
É musa soberana nesse bar
Mas se você quer ser feliz

Confia em mim
Me deixa te mostrar
Que de todas é a Matriz
Menina singular
Capaz de transformar
Meu desenho em arte final

Olha só
O seu perfume no ar
Maquiada com ar
De quem sofreu
Por amor
E não quer mais se entregar
Espero o tempo passar

E até já dizem por aí
Que ninguém vai conseguir
Se aproximar
Que o lápis no seu olho
É pra afastar
Quem não quiser te ver feliz

Confia em mim
Me deixa te mostrar
Que de todas é a Matriz
Menina singular
Capaz de transformar
Meu desenho em arte final

Não há ninguém assim
Me faça prometer
Você vai ser a mais feliz
Se confiar em mim
Deixar eu te mostrar
Que eu não sei viver sem você

Vou ficar
Até a festa acabar
Só pra ver se ela vai olhar pra mim




Escrito por Julie �s 21:13:01



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]




BBB - Big Burros Brasil

Como é triste ver o Brasil nessa situação.
Milhões de pessoas sentadas na frente da televisão assistindo o programa mais besta que existe. Pessoas presas em uma casa, fazendo intrigas, combinando, torrando ao sol o dia inteiro, piscina, comida, camas confortáveis... e blá blá blá.
Ate hoje eu não tinha feito nenhum comentário para esse programa. Até hoje.
É que chegou na situação. Me deu nos nervos ver que o principal assunto nos lugares seja esse. Me deu pânico em sentar em uma mesa e ter que presenciar seres humanos falando que o programa é isso, o programa é aquilo, que o fulano é bom, o fulano é mau. Que isso e que aquilo. Então, resolvi abrir o bico (ou teclar as palavras) e contar tudo - tudo - o que fontes confiáveis da Rede Globo de televisão me informaram em algum dia do corrente ano. Digo fonte confiáveis: operadores das câmeras da casa e, que coisa, um ator com quem tive a (in)felicidade de trocar alguns beijinhos em algum dia do passado. Vamos aos fatos:
1 - Para começar com algo que todo mundo que acessa o YouTube já sabe, mas que as câmeras do BBB não mostraram ao público, foi a declaração de que o tal Diego Alemão não enviou fita para a seleção do programa. Ele disse para a burr... Íris que estava em uma festa e foi convidado para ir para a "casa mais espiada do Brasil". Ok, Biau. A população que assiste o Big não assistiu esse vídeo, logo... não é problema para a produção.
2 - As cenas editadas tem o intuito de fazer com que esse tal Alemão seja feito o mocinho do programa, fazendo assim com que ele provavelmente seja o vencedor da sétima edição. Quem tem dinheiro sobrando e pode ter tv por assinatura pode saber da verdade, mas essa não é a realidade da nossa brava gente brasileira.
3 - As fontes da Rede Globo (operadores e o ator) informam: os participantes do Reality Show recebem um cronograma do que fazer durante o dia: com quem brigar, com quem gritar, com quem ir para debaixo do edredon, em quem dar aquele beijo de língua que deixa todo mundo sem fôlego. Isso sim é um verdadeiro show... show de teatro! Dão de dez em gente que está na novela das 8!
4 - Quando lá chove, na verdade está fazendo sol. Quando lá faz sol, muitas vezes na verdade chove. Difícil de entender, mas não impossível de perceber a verdade. Pelo menos foi que o que as fontes me informaram.
5 e último - Os votos são mandados pela direção. Eles mandam, os atores votam. Simples assim. Aquele detector de mentiras que existem quando eles vão votar é na verdade uma grande... mentira! Tudo formado para dar ao Alemão o título de bom-moço e que o público fique do lado dele.
Pois é... É triste ver que o povo brasileiro é manipulado dessa forma...
É assim com o Carnaval e as sempre vitórias da Beija-Globo. É assim com a política. Acho que se a Globo mostrar lá que fomos invadidos por alienígenas que cobram a entrega do planeta Terra embrulhando em papel folheado em ouro, o povo vai acreditar e se desesperar. Não que os EUA já não façam quase isso escondendo a existencia de vidas em outros planetas... mas vocês entenderam... haha...
Certo, todo mundo já sabe disso... mas é a única coisa que me veio na cabeça para o post de hoje. Desde terça com a morte da minha tia eu não consigo me concentrar em nada: nem nas aulas, nem no livro que estou lendo (ironicamente, um livro que fala de como encarar a morte que começei a ler no domingo.)
Beijos e até a próxima...




Escrito por Julie �s 22:01:21



[ ] [ envie esta mensagem ] [ link ]





[ p�gina principal ] [ ver mensagens anteriores ]

.:: Humor ::.



Agenda de Janeiro

-> 7 - 3 anos e 6 meses de namoro

-> 11 - Projac


Nome: Juliana, muito prazer.

Mas me chama de...: Ju, Julie ou Juju.

Idade: 23 anos.

Deus me jogou aqui dia: 3 de Junho, portanto sou de Gêmeos.

Moro no: Rio de Janeiro.

Atualmente...: Estudando para concursos públicos.

Religião: Católica.

Sou a favor: Aborto (em casos), Eutanásia (pra que prolongar a vida de alguém que já não tem esperanças?) e a restauração Monarquia no Brasil.

Orkut: Juliana CHN.

Gosto de...: Ler, ir ao cinema, escutar música, assistir filmes, andar pelo shopping, estudar anatomia, tirar fotos, ir em teatros e shows, dormir e acordar a hora que eu quiser, viajar etc.

Odeio: assistir filme dublado, acordar cedo, dormir cedo, pagode, sertanejo, funk, esperar, cigarro, gente lerda, baratas e qualquer inseto que voe, calor, praia, mentira, falsidade, pessoas ignorantes que jogam lixo no chã0 e ah... eu odeio muitas coisas! (vide minhas comunidades no Orkut).

Na TV...
*CSI
*CSI: New York
*CSI: Miami
*Lost
*V
*Gilmore Girls
*Cold Case
*Old Christine
*Dr. House
*Vídeos Incríveis
*Os Simpsons
*Fórmula 1
*Filmes :)

Livros:
*O Senhor dos Aneis
*Jovens Esposas
*Uma vida interrompida: memórias de um anjo assassinado
*Sorte: um caso de estupro
*Harry Potter
*O diário de Anne Frank
*O Código Da Vinci
*Anjos e dem�nios
*Fortaleza Digital
*Ponto de Impacto
*A s�rie "O di�rio da Princesa"
*Marley e Eu
*As Cinco Pessoas Que Voc� Encontra no C�u
*Por Mais Um Dia
*A Li��o Final
*A Cabana
*O Diabo veste Prada
*Mem�rias de Uma Gueixa
*Todos do Paulo Coelho
*Todos da Agatha Christie
*Muitos, muitos outros...

Filmes:
*"O Senhor dos Aneis"
*"Olga"
*"O labirinto do fauno"
*"Constantine"
*"O diario de Bridget Jones"
*"O Amigo Oculto"
*"Star Wars"
*"O �leo de Lorenzo"
*"X-Men" (triologia)
*"Uma mente brilhante"
*"Sete anos no Tibet"
*"O Paciente ingl�s"
*"E se fosse verdade..."
*"Sr. e Sra. Smith"
*"Assassinato no Express Orient"
*"Piratas do Caribe"
*"O Curioso Caso de Benjamin Button
*"PIAF: Um Hino ao Amor
*Etc...


.:: Blogs Amigos ::.

Meu flog
Meu filho antigo
Blog da Pri
Blog da Debora
Blog da Ariane
Blog da Polly
Blog da Si
Blog da Marina
Blog da Daniele
Blog da Cynthia
Blog da Sarinha
Blog da Marina
Garota Veneno
Menininha
Blog da Gaby
Blog da Marilia
Cora Ronai
Ivete Sangalo
Claudia Leitte
Bruna Surfistinha
Pitty Webo
Meg Cabot (em ingl�s)

.:: Besteirinhas xD::.


FisioBrasil
Inter Fisio
Anatomia Humana
Gabriela Sou da Paz
N�s Podemos
Monarquia
Brasil Imperial
Cute Kitty
Letras de Musicas
Wallpapers
Assustador
Falha Nossa
iGirl
Carcasse|Bibli�tafo
Fontes gr�tis
Museu Imperial
Happy Tree Friends
Angry Alien

..::Avalia��es::..

Blog da On�a: Nota 10 (Agosto/2005)

Blorgh!: Nota 10 (Setembro/2006)

..::Tops::..

Ouro na categoria Melhor Post do concurso "nothinG New Awards".

Ouro na categoria Mais atalizado do concurso "nothinG New Awards".

Prata na categoria Mais atualizado do concurso "Award Fairy Tales".

2� lugar no concurso "Meu blog � �nico V.2"

Top 20 no concurso "Rock in Roll".

Top 20 no concurso "O melhor blog do m�s de outubro".

Top 20 no concurso "The powerpuff girls"

Top 25 no concurso "Blog mais Foda".

Top 25 no concurso "Blog mais Foda V.2.

Top 25 no concurso "Meu Blog � d+!

Top 30 no concurso "Dark Memories"

Top 40 no concurso "Death Note Contest".

Top 50 no concurso "Little Gothic".

Top 50 no concurso "Gothic Immortal"

Top 75 no concurso "Black Cat"

Top 75 no concurso "Meu lado Dark".

..::Concursos::..

Nenhum concurso no momento.


.:: Vota��o ::.

.:: Indica��o ::.


.:: O passado ::.

01/12/2010 a 31/12/2010
01/11/2010 a 30/11/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/10/2008 a 31/10/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/04/2003 a 30/04/2003

.:: Contador ::.